Mantendo a Precisão das Medidas em Todo o Mundo:
Garantindo Confiabilidade e Confiança

A manutenção da precisão das medidas em nível global é de extrema importância para garantir a confiabilidade e confiança nos resultados obtidos. Para alcançar esse objetivo, diversas iniciativas são adotadas, como comparações internacionais de medição, acordos de reconhecimento mútuo e avaliação da incerteza de medição.

Manter a Rastreabilidade e Calibração

A rastreabilidade, a capacidade de vincular os resultados de medição a padrões internacionalmente reconhecidos por meio de uma cadeia de calibrações, é fundamental para manter medições precisas. A calibração regular dos instrumentos de medição é essencial para manter a precisão, minimizar a incerteza de medição e garantir resultados confiáveis e rastreáveis. Os laboratórios de calibração desempenham um papel fundamental ao fornecer rastreabilidade e reduzir a incerteza associada às medições.

A rastreabilidade é fundamental para manter medições precisas (captura de tela parcial do calibrador portátil RS350).
A rastreabilidade é fundamental para manter medições precisas (captura de tela parcial do calibrador portátil RS350).

Comparação Internacional de Medidas

As Comparação Internacional de Medidas são iniciativas colaborativas envolvendo múltiplos institutos nacionais de metrologia ou organizações designadas. O principal objetivo é comparar e alinhar os padrões e capacidades de medição em escala internacional. Nessas comparações, as organizações participantes trocam artefatos de medição ou materiais de referência, e as medições são realizadas utilizando seus respectivos sistemas de medição nacionais. Os resultados obtidos são comparados e analisados para identificar eventuais discrepâncias, vieses ou diferenças entre os padrões de medição dos países participantes. Essas comparações ajudam a estabelecer e manter a equivalência internacional de medição, melhorar a precisão das medições e promover a harmonização global das práticas de medição.

Em uma comparação internacional, geralmente participam países de diferentes regiões do mundo para garantir uma perspectiva e representação global. Os países específicos envolvidos podem variar dependendo da natureza e do escopo da comparação. No entanto, alguns países comumente envolvidos em nosso segmento de energia elétrica incluem:

  • Estados Unidos
    Como líder global em metrologia e pesquisa científica, os Estados Unidos frequentemente participam de comparações internacionais para contribuir com sua experiência e compartilhar conhecimentos.
  • Reino Unid
    O Laboratório Nacional de Física do Reino Unido (NPL) é renomado por suas capacidades metrologias e frequentemente participa de comparações internacionais.
  • Alemanha
    O Physikalisch-Technische Bundesanstalt (PTB) da Alemanha é altamente conceituado por suas capacidades de medição de precisão e participa ativamente de comparações internacionais.
  • França
    O Instituto Nacional de Metrologia da França (LNE) é conhecido por sua expertise em metrologia e frequentemente participa de comparações internacionais para garantir a precisão e confiabilidade das medições.
  • Japão
    O Instituto Nacional de Metrologia do Japão (NMIJ) está ativamente envolvido em colaborações internacionais e comparações internacionais para contribuir para o avanço dos padrões de medição.
  • China
    Com suas crescentes capacidades científicas e tecnológicas, o Instituto Nacional de Metrologia da China (NIM) participa de comparações internacionais para aprimorar suas capacidades de medição e contribuir para o avanço global da metrologia.
  • Austrália
    O Instituto Nacional de Medição (NMI) da Austrália participa ativamente de comparações internacionais para garantir medições precisas e confiáveis e alinhar-se aos padrões internacionais.

Esses países, entre outros, desempenham papéis importantes nas comparações internacionais devido à sua infraestrutura de medição estabelecida, expertise metrologia e compromisso com a manutenção dos padrões de medição global. A participação de diversos países permite a troca de conhecimentos, comparação de capacidades de medição e identificação de áreas para melhoria, resultando em maior precisão e confiabilidade nas medições em todo o mundo.

Acordos de Reconhecimento Mútuo (ARMs)

Os Acordos de Reconhecimento Mútuo estabelecem confiança entre os institutos nacionais de metrologia, reconhecendo a equivalência de suas capacidades de medição e resultados. Os ARMs não apenas facilitam a aceitação de medições entre países, mas também promovem a troca de conhecimentos e melhores práticas, reduzindo as incertezas de medição e garantindo uma precisão similar em escala global.

Teste de Proficiência Interlaboratorial

O Teste de Proficiência Interlaboratorial envolve a avaliação do desempenho dos laboratórios por meio da avaliação de suas capacidades de medição. Nesse processo, os laboratórios participantes recebem amostras ou materiais de teste e os medem e analisam de forma independente. Os resultados obtidos por cada laboratório são então comparados com valores de referência ou com os resultados de outros laboratórios participantes. O objetivo é avaliar a capacidade do laboratório de produzir medições precisas e confiáveis, identificar possíveis áreas de melhoria e garantir consistência e qualidade em suas atividades de testes ou calibração.

Avaliação da Incerteza de Medição

A incerteza de medição é um conceito fundamental na metrologia que quantifica a dúvida ou falta de exatidão associada a um resultado de medição. Ela reflete a faixa na qual se espera que o valor verdadeiro de uma quantidade medida esteja. A incerteza de medição leva em consideração diversos fatores, como erros sistemáticos, erros aleatórios, limitações do processo de medição e a variabilidade inerente da quantidade medida. Ela fornece uma medida da confiabilidade e confiabilidade de um resultado de medição, permitindo que as partes interessadas tomem decisões informadas com base no nível de confiança que podem depositar nos dados.

Para manter a precisão em todo o mundo, é essencial avaliar e relatar a incerteza de medição. Os institutos de metrologia e laboratórios de calibração empregam métodos internacionalmente reconhecidos para avaliar a incerteza de medição, como o Guia para a Expressão da Incerteza de Medição (GUM). Ao considerar todas as fontes significativas de incerteza e quantificar suas contribuições, os resultados de medição podem ser relatados com um nível documentado de incerteza, garantindo medições confiáveis e comparáveis.

Conclusão

Manter uma precisão similar nas medições em todo o mundo não apenas requer rastreabilidade, calibração, comparações internacionais de medidas, ARMs e testes de proficiência interlaboratoriais, mas também exige a avaliação e relato da incerteza de medição. Ao sustentar esses princípios e minimizar a incerteza de medição, instilamos confiança nas medições, garantimos dados confiáveis e promovemos a comparabilidade entre fronteiras. Vamos continuar buscando medições consistentes e precisas, minimizando a incerteza, promovendo a confiança e possibilitando a tomada de decisões precisas em escala global.

Se você tiver alguma dúvida sobre nosso laboratório de calibração credenciado pela ISO 17025, nossa rastreabilidade a padrões internacionais ou qualquer outra pergunta metrologia, não hesite em entrar em contato conosco. Estamos aqui para ajudá-lo e fornecer a expertise e informações necessárias. Também valorizamos seus pensamentos e comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

 


Todos os comentários são moderados antes de serem publicados. Comentários inadequados ou fora do tema podem não ser aprovados.